O Renan assinou um contrato de trabalho que lhe dá a oportunidade de trabalhar como marinheiro na Farstad Offshore.

 Foi um longo caminho a percorrer.

Renan tem 23 anos de idade. Ele nasceu e cresceu na Rocinha, a maior e mais famosa favela da América do Sul, levando-o a vencer grandes desafios. Sua maravilhosa mãe, Carolina Maria, trabalhou dia e noite para oferecer o melhor para a sua família, sempre com muito amor e cuidado.

Renan completou, com excelentes notas em 2015, o curso de marinheiro "Moço de Conves", oferecido pela Marinha do Brasil. Vale destacar, que mesmo sem saber nadar aceitou mais esse desafio, aprendendo a nadar em curto espaço de tempo.  Tomando como base o resultado de aproveitamento da turma anterior, 100% dos alunos foram absorvidos pelo mercado de trabalho, Renan teve suas expectativas elevadas para ingressar no mercado profissional.  Com essa foi a referência, seu otimismo era elevado no dia da formatura. Cabendo ao Karanba alegria e orgulho pela conquista do seu aluno.

O Karanba indicou 8 alunos que concluíram o curso, e receberam o diploma de marinheiro. Houve uma cerimônia formal onde familiares, amigos, patrocinadores e participantes do Karanba se reuniram. Vale ressaltar, que Renan foi escolhido como orador da turma.

"Queridos amigos, ninguém vive apenas para viver, todos estão aqui, não apenas para ser mais um, mas para fazer a diferença. Nós somos o nosso próprio autor e escrevemos nossa história o melhor que podemos. Basta que alguém nos ofereça oportunidade de mostrar que somos capazes de realizar nossos sonhos. Na maioria dos casos, apenas falta a oportunidade. Mas quando aparece, nós cuidamos bem e mostramos aqueles que nos deram a oportunidade que vale a pena investir. Isso foi o que nós precisávamos, uma possibilidade. Muito obrigado ao1 Karanba pela oportunidade que recebemos! Reconhecemos a importância do projeto para nós em nosso próprio desenvolvimento. Obrigado! "

Dizem que a paciência é uma virtude. A Copa do Mundo de Futebol no Brasil em 2014 e as Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016 nao trouxeram o retorno esperado. Em seguida a crise política envolvendo vários setores da economia.  Postergando a sua entrada no mercado de trabalho. Na terça-feira, 23 de maio de 2017, Renan foi convocado para trabalhar. No momento da redação, ele está exercendo suas funções embarcado.

No Karanba, Renan passou por todas as etapas. Ele ingressou no projeto em 2008. Dia após dia, dedicou-se a algo em que todos nós acreditamos, mudar a sua vida através de oportunidades dadas pelo  futebol. Três viagens à Escandinávia, participando de torneios na Noruega, Suécia e Dinamarca.

Guarda em sua memória os primeiros anos no Karanba, quando recebia os sanduiches e bananas, isso o ajudava a superar as dificuldades do cotidiano. 

As nossas maiores vitórias são aquelas que conquistamos, todos os dias, fora do campo. O que  nos permite atingir nossos principal objetivo, mudar nossas vidas. 

Renan receberá seu primeiro salário. Em bom momento, a família terá mais estabilidade financeira, pois a sua querida mae encontra-se desempregada. Dentro de algum tempo poderá atingir o sonho de adquirir a casa própria. Renan, é a prova de que os sonhos podem se tornar realidade.

Nossa agradável conversa por telefone está prestes a terminar.  Como Renan está em um barco, logo viverá novos desafios e para tal precisa descansar. Entretanto, Renan faz questão de salientar "Obrigado Farstad por acreditar em mim, vou fazer o meu melhor". 

É difícil falar sobre essas histórias sem se emocionar. Para muitos de nós, isso é tudo o que temos. A crença de que juntos podemos realizar sonhos e mudar vidas.